Aécio promete reajustar Bolsa Família para reduzir pobreza no Nordeste

Aécio promete reajustar Bolsa Família para reduzir pobreza no Nordeste

O candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves (MG), lançou neste sábado (23) pacote com 44 propostas que visam o desenvolvimento da Região Nordeste, entre elas o reajuste do benefício básico do Bolsa Família.

O programa é carro-chefe da política do governo da presidente Dilma Rousseff e o benefício básico, atualizado em junho deste ano, é de R$ 77.

Quando o governo anunciou o reajuste, Aécio fez críticas de que o valor básico não atendia ao critério estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) para determinar se uma pessoa está acima ou abaixo da linha de extrema pobreza. A ONU adota critério do Banco Mundial segundo o qual é considerado miserável quem vive com menos de US$ 1,25 dólar por dia (R$ 85, na cotação atual).

Aécio prometeu que, se eleito, vai aumentar o benefício para que o menor benefício seja equivalente a US$ 1,25 diários por pessoa.

"US$ 1,25 per capita por dia é o valor mínimo estabelecido pela ONU para que se esteja fora da linha de pobreza absoluta. O mínimo que podemos fazer é estabelecer esse valor, para garantir condições de dignidade à população", afirmou.

Segundo o candidato, o pacote de propostas, chamado Plano Nordeste Forte, visa possibilitar que a região tenha os mesmos índices de desenvolvimento que outras localidades do país.

"O conjunto de ações visa que o Nordeste alcance pelo menos os índices de desenvolvimento iguais aos do restante do país. A região não pode depender da boa ação dos políticos, mas sim avançar a partir das próprias potencialidades, que são muitas", frisou.

Outra proposta apresentada é a ampliação de repasses do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e mais investimentos no transporte escolar. O candidato tucano afirmou ter visitado escolas públicas em situação "vergonhosa".

"Durante a campanha tenho visitado cidades no interior do Nordeste e encontrei uma situação vergonhosa em muitas escolas. Nosso plano é adotar as escolas com pior desempenho no Ideb, melhorar todas as condições necessárias para quem em dez anos elas tenham o índice pelo menos semelhante a média nacional. Além disso, vamos dobrar o valor destinado para o Fundeb, ampliando assim os investimentos em educação, dando a prioridade que merece", disse Aécio Neves.

Segundo ele, os estudantes não podem ir para escola "em um transporte de péssima qualidade, correndo riscos". "Vamos aumentar os investimos especificamente em transporte escolar, até mesmo por uma questão de segurança das nossas crianças."

 

G1