Aécio agradece apoio e diz que Marina inaugura 'novo momento' da candidatura tucana

Aécio agradece apoio e diz que Marina inaugura 'novo momento' da candidatura tucana

Do Santuário de Nossa Senhora Aparecida, no interior paulista, o candidato à Presidência da República Aécio Neves (PSDB) agradeceu neste domingo o apoio da candidata derrotada Marina Silva (PSB) e disse que a adesão dela leva a candidatura tucana a um “novo momento”.

— Hoje vou iniciar as minhas palavras agradecendo, de forma muito sincera, a manifestação que acaba de ocorrer em São Paulo de Marina Silva de apoio à nossa candidatura. Marina representa o sentimento de uma parcela muito expressiva da população brasileira que quer voltar a acreditar na política como instrumento de transformação — disse ele

Aécio foi informado ontem à noite por Marina, via telefone, de sua decisão.

— A chegada de Marina constrói aquilo que é essencial, um novo momento da nossa candidatura. De forma definitiva, com a chegada de Marina, dos seus valores, amor ao Brasil e história de vida, a minha candidatura não é mais a candidatura de um partido ou de uma aliança partidária. É uma candidatura que representa o profundo sentimento de mudança que hoje se alastra pela sociedade. Saberei conduzir essa bandeira com dignidade, retidão e coragem porque o que está em jogo não é a eleição de um candidato e a derrota de outra. É algo muito mais valioso, a possibilidade de o Brasil se reencontrar com seu próprio futuro — afirmou o tucano.

O presidenciável não descartou um encontro nos próximos dias para retribuir o gesto de Marina. Mas disse que, por enquanto, não há nada marcado. Aécio evitou comentar se a ex-senadora terá alguma participação na campanha do segundo turno.

— Não cabe a mim solicitar absolutamente mais nada (a ela) — disse.

Aécio não chegou a tempo para acompanhar a missa de comemoração do dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, em Aparecida. A celebração começou às 9 horas, mas, por conta de más condições do tempo, o avião do candidato não pôde decolar do Rio de Janeiro na hora marcada. Ele chegou ao Santuário de Aparecida por volta das 11 horas e concedeu uma entrevista coletiva. Aécio estava acompanhado da mulher, Letícia, do governador Geraldo Alckmin e do senador eleito, José Serra.

AUSÊNCIA DE DILMA

Segundo o bispo auxiliar de Aparecida, dom Darcy José, a presidente Dilma Rousseff foi convidada para a missa, mas ela alegou incompatibilidade de agenda para justificar a ausência. O religioso considerou por bem fazer a ressalva já que entre as autoridades que participaram da coletiva de imprensa organizada pela igreja havia somente políticos do PSDB.

Aécio reafirmou fé em valores cristãos e não poupou Dilma. Ele voltou a dizer que a adversária está “desesperada” ao reagir a declaração feita ontem por ela de que os tucanos não poderiam criticar loteamento político no governo federal porque o primeiro cargo público de Aécio havia sido uma indicação política para a Caixa Econômica Federal.

— Estamos vendo uma candidata desesperada e à beira de um ataque de nervos. Os ataques que ela faz estão no meu currículo. Eu ocupei todos os cargos públicos com extrema dignidade, aqueles para os quais fui nomeado e todos os outros que ocupei pelo voto popular, numa trajetória oposta a dela , que construiu sua vida pública quase toda por indicações. Não considero isso um demérito. Talvez a grande diferença seja que, em todos os cargos que ocupei, eu os honrei, agi com dignidade e decência. Não podemos dizer o mesmo dos indicados da presidente.


 
 

O Globo