Adriano volta falar em transferir domicílio eleitoral para Campina; ele pode ser candidato do grupo

Adriano volta falar em transferir domicílio eleitoral para Campina; ele pode ser candidato do grupo

Quando admite a transferência do seu domicílio eleitoral para Campina Grande, o deputado-presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB), sinaliza com a possibilidade de concorrer a Prefeitura do segundo maior colégio eleitoral do Estado. Ele esteve no último sábado (15) participando da convenção do PMDB que conduziu o deputado Veneziano Vital a presidente da legenda peemedebista no município, substituindo Nilda Gondim.

Ex-prefeito de Pocinhos, Adriano pode estar conduzindo seu título eleitoral para Campina Grande e, num acordo com o PMDB local, concorrer à sucessão do prefeito Romero Rodrigues (PSDB). Ele não fala abertamente sobre o acordo em curso. Falou apenas do apoio do seu partido e seu pessoalmente a pré-candidatura de Veneziano.

Adriano não confirma, mas nos bastidores da convenção peemedebista sábado passado informou-se sobre a possibilidade, ainda, de um acordo para o fechamento de uma aliança com os socialistas, que poderiam indicar o candidato a vice-prefeito da chapa. “Estamos aqui para demonstrar a nossa solidariedade a Veneziano”, disse o presidente Adriano Galdino.

Depois adiantou conversas com o governador Ricardo Coutinho, que tem demonstrado interesse em discutir eleições só em 2016. “Ricardo acha que essa discussão deve ser feita somente no próximo ano e que atualmente devemos nos preocupar em administrar o Estado e vencer a crise pela qual a Paraíba e o Brasil”.

Galdino concorda com o governador e destaca que os assuntos eleitorais precisam ser debatidos somente no ano das eleições. “Não agora em que existem muitos problemas a serem resolvidos, sobretudo relacionados a crise econômica”, concluiu.

O presidente da Assembleia pode ser o Plano “B” da aliança PMDB/PSB. 
 
 


Marcone Ferreira