Adriano Galdino diz que não quer politização na questão da CPI dos pardais, nem assumir ‘cavalo de batalha’ de vereador

Adriano Galdino diz que não quer politização na questão da CPI dos pardais, nem assumir ‘cavalo de batalha’ de vereador

O presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB), afirmou que não quer politização na questão da CPI dos pardais e respondeu ao verador Lucas de Brito que teria oferecido ajuda: “Se a intenção é colaborar pode contar comigo”.

Para Galdino, a preocupação da Assembleia é entrar com um requerimento devido a quantidade de multas que estão sendo geradas com os pardais. Falando por ele mesmo, o deputado afirmou que recebeu oito multas na semana passada e reclamou de trechos em uma mesma avenida onde há trechos com velocidades diferentes apontando que poderia ser proposital para multar condutores.

O deputado afirmou que não encontrou irregularidades nos equipamentos e que a CPI se instalada visa investigar exatamente isso. “Entrei com um requerimento e vou aguardar o pronunciamento da Procuradoria. Se for da responsabilidade da Câmara iremos arquivar na Assembleia, mas se for competência nossa, vamos dar andamento à CPI”, conta.

Questionado a respeito das declarações do vereador Lucas de Brito, que teria dito estar disposto a colaborar, o deputado foi taxativo: ‘Se a intenção for ajudar tudo bem, mas se a intenção for cavalo de batalha, comigo não vai ter guarida”, afirmou. A fala é baseada no fato de o vereador fazer oposição ao prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PT). “Se a intenção for colaborar pode contar comigo”, diz.

 
 
 
 


Marília Domingues / Fernando Braz