Adriano Galdino diz que é cedo, mas que aliança com o PT vai depender do desempenho do prefeito

Adriano Galdino diz que é cedo, mas que aliança com o PT vai depender do desempenho do prefeito

A espera de um “sinal verde” para entrar na disputa eleitoral do próximo ano, o governador em exercício Adriano Galdino (PSB) – presidente da Assembleia Legislativa -, disse nesta terça-feira (21), em entrevista ao programa Rádio Verdade, que vê possibilidade de manutenção da aliança do seu partido com o PT. Isto em relação as eleições de João Pessoa.

Foi instado a falar sobre o pleito da Capital depois de instado a comentar declarações do prefeito Luciano Cartaxo (PT), que esteve no estúdio do Rádio Verdade no dia anterior, e defendeu com veemência a manutenção da aliança construída na campanha passada.

Galdino foi enfático ao comentar a fala do prefeito de João Pessoa:

- Defendo a conversa e o diálogo e isso será feito no ano das eleições (2016). Lá vamos colocar o nosso ponto de vista. Porém, tudo isso vai depender, e muito, do desempenho do prefeito até lá, também como estará a aprovação do prefeito no momento em que esse debate for posto sob a mesa.

Em suma: a aliança está em aberta, mas existe a dependência de como irá se comportar a administração petista até o momento da discussão sobre a manutenção da aliança. “Em política, pensa-se em tudo e avalia-se o momento de cada personagem”, destacou.

Galdino entrega o governo nesta quarta-feira (22) ao presidente do Tribunal de Justiça, Marcos Cavalcanti. É um dos nomes da legenda socialista cotado a assumir a candidatura a Prefeitura de Campina Grande, segundo maior colégio eleitoral do Estado.

Prudente, continua afirmando que “sou ‘reserva’ desse processo de escolha do nome do PSB à sucessão de Campina Grande”, concluiu.

 

 

 

Marcone Ferreira