Acusado de roubar bancos é preso na Paraíba

Acusado de roubar bancos é preso na Paraíba

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) de Campina Grande, prendeu na tarde dessa quarta-feira (17), no bairro da Liberdade, Weiderson Soares Sales, de 32 anos. Ele é suspeito de envolvimento em ataques a bancos com uso de maçarico.

De acordo com o titular da especializada, delegado Cristiano Santana, o suspeito é investigado por participações em ações criminosas contra agências na Paraíba, em Pernambuco e no Rio Grande do Norte. “As investigações foram realizadas pelo período de quatro meses, levantamos informações e conseguimos identificar o Weiderson Soares como integrante de uma organização criminosa especializada em ataques a banco, e a participação dele sempre se dava com o uso de maçarico, invadindo agências e utilizando o instrumento para cometer o delito. Além dele, sabemos que outras pessoas estão envolvidas e por isso as investigações continuam até que todos sejam identificados e presos”, disse o policial.

Em um ano, já foram presas 40 pessoas por envolvimento em crimes contra instituições financeiras na região de Campina Grande. “Nessa prisão, Weiderson Soares confessou a participação, inclusive em um caso recente, como o de ataque a um caixa eletrônico em uma cooperativa financeira privada que atua em Campina Grande”, disse Cristiano Santana. O suspeito responderá pelo crime de furto qualificado e aguardará preso na Central de Polícia Civil, em Campina Grande as decisões da Justiça, após passar por uma audiência de custódia.

Mais prisões – Uma ação policial realizada pela Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Infância e Juventude de Campina Grande, prendeu na quarta-feira (17) Josinaldo Pedro da Silva, de 38. Ele recebeu um mandado de prisão definitiva, com sentença condenatória pelo crime de estupro de vulnerável. Ele recebeu uma pena de 9 anos e 4 meses de reclusão.

De acordo com o inquérito policial, no dia 11 de outubro de 2013, Josinaldo Pedro abusou sexualmente de dois irmãos, com 9 e 7 anos de idade. Josinaldo era cuidador de idosos, e se aproveitou dessa condição para praticar diversos atos libidinosos contra as crianças, que são bisnetos do casal de idosos que ele cuidava.

Apreensão de drogas – A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) de Campina Grande, efetuou, ainda quarta-feira (17), a prisão de Aluska Gisele Santos de Brito, no bairro do Jeremias, em Campina Grande. Com ela foram apreendidas dezenas de pedras de crack, sacos plásticos para embalagem da droga, além de uma quantia em dinheiro, caracterizando a atividade do tráfico. Aluska teria assumido o controle de um local que comercializava entorpecentes após a prisão de seu companheiro, que cumpre pena por tráfico de drogas.

 

 

MaisPB