6 assassinatos em apenas 40 dias no Vale, sem contar as tentativas

6 assassinatos em apenas 40 dias no Vale, sem contar as tentativas

Entre os dias 24 de junho e 3 de agosto, o Vale registrou um grande derramamento de sangue. Nesse período de apenas 40 dias, foram seis assassinatos na região, conforme apurou a Folhadovale-online, sem contar as tentativas de homicídios e as lesões corporais.

No dia 24 de junho, em Emas, uma dona de casa foi brutalmente assassinada pelo seu próprio marido, que fugiu após alvejar a mulher. No dia 10 de julho, um irmão do acusado foi emboscado e morto na zona rural do município. Não há suspeito do crime.

Dois dias depois, um jovem de 18 anos foi morto com três tiros de revólver na Rua Pedro Figueiredo, onde residia, bairro Nossa Senhora de Fátima, periferia de Conceição. O acusado fugiu.

No dia 20 de julho, mais um assassinato, desta vez em Itaporanga, quando um jovem de 23 anos foi morto a facadas e tiros na zona rural do município. Os autores do homicídio conseguiram fugir.

No final da manha desse domingo, 3, o 5º assassinato foi consumado: o crime foi em Piancó. Um feirante de 23 anos foi morto a tiros em via pública. O criminoso não foi encontrado.

Horas depois, no começo da noite, mais um assassinato: um rapaz de 19 anos foi morto a facada nas proximidades do campo de futebol em Itaporanga. Ninguém foi preso. No mesmo instante, outro de 23 também foi esfaqueado, mas conseguiu sobreviver: foi uma das várias tentativas de homicídio ocorridas no período