5 X 1: Relator e mais quatro juízes votam por deferimento da candidatura de Cássio e tese de impugnação é derrotada

5 X 1: Relator e mais quatro juízes votam por deferimento da candidatura de Cássio e tese de impugnação é derrotada

O Tribunal Regional Eleitoral da paraíba terminou às 22h38 o julgamento em relação ao pedido de impugnação da candidatura do senador Cássio Cunha Lima (PSDB). Por 5 votos contra 1 o tucano conseguiu escapar da impugnação solicitada pela coligação 'A Força do Trabalho', do governador Ricardo Coutinho (PSB).

Os votos foram os seguintes:

O juiz Rudival Gama, relator dos processos de impugnação do registro da candidatura de Cássio Cunha Lima votou pela manutenção do registro de candidatura. O juiz João Alves abriu divergência e votou pelo indeferimento do registro da candidatura de Cássio Cunha Lima.

O juiz Thércio Rocha votou pelo deferimento do registro.

O juiz Sylvio Porto acompanhou o voto do relator e também pediu o deferimento do registro da candidatura de Cássio.

O juiz Brenno Wanderley também acompanhou o voto do relator e manteve o deferimento do registro da candidatura.

Por último o juiz Eduardo Carvalho acompanhou o relator e votou pelo deferimento do registro.

Com a decisão Cássio conseguiu a maioria da Corte e manteve o registro, escapando do processo de impugnação no TRE. Sobra a Coligação do governador Ricardo Coutinho (PSB) recorrer da decisão ao Supremo.

 

 


Paulo Dantas/Adelton Alves