100% das urnas apuradas: Ricardo Coutinho é reeleito governador da Paraíba com mais de 1,1 milhão de votos

100% das urnas apuradas: Ricardo Coutinho é reeleito governador da Paraíba com mais de 1,1 milhão de votos

O governador Ricardo Coutinho (PSB) foi reeleito governador do Estado com 1. 125.956 milhão de votos que corresponde a 52,61% dos votos válidos e com 100% das urnas apuradas. O adversário Cássio Cunha Lima (PSDB) teve 47,3% dos votos válidos.

 No primeiro turno, a diferença entre os dois foi de apenas 1,39 ponto percentual (o que equivale a 28.388 votos), com Cássio registrando 47,44% dos votos válidos (um total de 965.397) e Ricardo, 46,05% (o equivalente a 937.009).

Com a reeleição de Ricardo Coutinho, o PSB dá continuidade à gestão que teve início em 2011. As pesquisas de intenção de voto neste segundo turno antecipavam um quadro equilibrado, com empate técnico até nos dados divulgados no sábado (25), quando o Ibope indicou Ricardo com 53% e Cássio com 47%, com margem de erro de 3 pontos percentuais.

Natural de João Pessoa, Ricardo Vieira Coutinho tem 53 anos e é filho do casal Coriolano Coutinho e Natércia Vieira. Formou-se em Farmácia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com especialização em Farmácia Hospitalar pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Tão logo terminou os estudos conquistou, via concurso público, uma vaga de farmacêutico no Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa.

Ainda na adolescência, Ricardo já demonstrava inquietação com os problemas sociais. Identificava-se com escritores, cantores e compositores que, por meio de seu trabalho, denunciavam a discrepância entre ricos e pobres e cobravam a organização de uma sociedade mais justa.

Na época da ditadura militar (1964 – 1985), quando a liberdade de expressão foi suprimida e muita coisa censurada, Ricardo continuou a alimentar sua fome de justiça. Leu autores proibidos pelo Regime, que preenchiam seus anseios por melhor distribuição de renda e liberdade de expressão. Com esse espírito transformador, sempre esteve ao lado das forças progressistas de seu Estado, quer na política, na religião, na arte e na educação.

O governador da Paraíba começou a carreira política no movimento estudantil, quando foi presidente do Centro Acadêmico de Farmácia. Ele atuou na presidência do Sindicato dos Farmacêuticos e, em 1990, foi fundador do SindSaúde. Na mesma década, fundou também o Departamento de Saúde da Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT-PB). Coutinho esteve ainda por duas vezes à frente do Sindicato dos Funcionários da UFPB.

TRAJETÓRIA POLÍTICA

Ricardo Coutinho foi eleito vereador de João Pessoa pelo Partido dos Trabalhadores (PT) por duas vezes, em 1992 e 1996. Para o segundo mandato, obteve 6.917 votos, registrando o maior número de votos até então recebidos por um vereador na capital.

Em 1998 candidatou-se a deputado estadual, sendo o mais votado em João Pessoa. Em 2002, ainda pelo PT, foi reeleito com o maior número de votos do pleito: 47.912. Na Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba, Ricardo Coutinho foi presidente da Comissão de Saúde nos dois mandatos.

No início do ano de 2004, sofrendo pressões e embates dentro do PT, Ricardo deixou a legenda e disputou a Prefeitura de João Pessoa pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB). Venceu as eleições com cerca de 65% dos votos da população pessoense. Em 2008, foi reeleito prefeito da capital paraibana, com 262.041 votos, o equivalente a 73,8% do eleitorado. Em 2010, Ricardo Coutinho foi eleito governador da Paraíba com a maior votação da história, com 1.079.164 votos.


 


Paulo Cosme