A poucos dias da publicação do edital do INSS, indicação é estudar; salários chegam a R$ 7 mil

A poucos dias da publicação do edital do INSS, indicação é estudar; salários chegam a R$ 7 mil
A partir desta quinta-feira, dia 10, faltam oito dias para que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) publique, no Diário Oficial da União (DOU), o edital do concurso para 950 vagas, e estudar é a única forma de conter a ansiedade, segundo o especialista em concursos Marcus Silva. A previsão de divulgação foi dada por uma fonte ligada ao concurso: "Todos os esforços estão sendo feitos para que o edital saia no dia 18. Essa é data escolhida". Por isso, de acordo com Marcus Silva, é hora de os pré-candidatos terminarem os resumos e, assim, conterem a ansiedade.
 
"A melhor forma de contê-la, diante da proximidade do edital, é estudar. Isso mesmo. Estudar mais e mais. Isso traz tranquilidade e segurança, fatores que diminuem o sentimento de ansiedade no concurseiro que está há tanto tempo aguardando tal notícia. Acredito que muitos que estão lendo agora minhas palavras já estejam se preparando há algum tempo para esse concurso. Portanto, estudem, terminem seus resumos, fechem as lacunas e, dessa maneira, naturalmente, a ansiedade diminuirá", orientou. Pensando no planejamento rumo à aprovação, Marcus Silva destacou que, faltando poucos dias para o edital, há cerca de 50 a 60 dias para a data da prova. "Quem ainda não conseguiu 'fechar' todos os conteúdos, deve acelerar o processo de término de resumos e aguardar a divulgação oficial do conteúdo que será exigido. Ainda dá tempo, e não é motivo para se considerar longe da vaga", assinalou.
 
Preparativos na reta final - Assim como os interessados no INSS estão na reta final de estudos, a autarquia faz os ajustes finais no edital que sairá dia 18. Após publicar a dispensa de licitação que confirma o Cespe/UnB como organizador, falta a assinatura do contrato e, enfim, a divulgação do documento. Embora não tenha divulgado, o INSS já definiu a distribuição das 950 vagas pelo país. As informações extraoficiais confirmam ainda as previsões do diretor de Gestão de Pessoas, José Nunes Filho. Segundo ele, o edital sairá este mês e as provas objetivas e contratações ocorrerão no próximo semestre (possivelmente em fevereiro ou março), independentemente do ajuste fiscal.
 
Questionado sobre a publicação do edital no dia 18, o INSS não se manifestou, confirmando apenas que está na reta final da preparação do concurso. A portaria de autorização do Ministério do Planejamento dá prazo para publicação do edital até o dia 29. Das 950 vagas, 800 serão de técnico do seguro social, que exige o nível médio e tem remuneração atual de R$4.614,87 (chegando a R$5.259,87, após seis meses), e 150 de analista, para graduados em Serviço Social, com rendimentos de R$6.832,89 (até R$7.869,09). Esses valores aumentarão em agosto do próximo ano, após o acordo para dar fim à greve do INSS. O técnico receberá R$4.768,90 (R$5.413,90, após seis meses) e o analista R$7.014,05 (R$8.050,25,após seis meses). O INSS contrata pelo regime estatutário, que garante a estabilidade empregatícia aos selecionados. 
 
 
 

Folha Dirigida