A cada 10 prefeitos eleitos no 1º turno, apenas 1 é mulher

A cada 10 prefeitos eleitos no 1º turno, apenas 1 é mulher

Mulheres eleitas no primeiro turno para prefeitura

Dos 5.506 candidatos que foram eleitos prefeitos no primeiro turno das eleições de 2016, apenas 637 são mulheres, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Isso significa que, a cada 10 prefeitos eleitos, apenas 1 é mulher.

 

Apesar de maiores reinvidicações da população e de campanhas para melhorar a representatividade feminina na política, a proporção é praticamente a mesma que a encontrada no primeiro turno das eleições de 2012. Há quatro anos, as mulheres conquistaram 664 prefeituras, representando 12,03% do total de prefeitos eleitos. Neste ano, o percentual é de 11,6%.

 

Em alguns estados do país, o percentual aumenta, mas nenhum chega a 30%. O estado com a melhor representatividade é o Rio Grande do Norte, em que 28,1% dos prefeitos eleitos no primeiro turno são mulheres. Em seguida, estão Roraima (26,7%), Alagoas (20,8%), Amapá (20%) e Maranhão (19%).

 

Já na outra ponta do ranking, no Espírito Santo, apenas 5,4% dos prefeitos eleitos são mulheres. Já no Rio Grande do Sul, o percentual é de 6,1%. O estado é seguido por Minas Gerais (7,3%), Paraná (7,4%) e Santa Catarina (8,2%).

 

Nas capitais, oito prefeitos foram eleitos no primeiro turno. Entre eles, apenas uma é mulher: Teresa, do PMDB, eleita em Boa Vista (RR).

 

Esta é a segunda eleição municipal com a vigência da lei 2.034/2009, que estabelece que "cada partido ou coligação preencherá o mínimo de 30% (trinta por cento) e o máximo de 70% (setenta por cento) para candidaturas de cada sexo".

 

 

 

G1