‘Eu teria vergonha de levar este assunto adiante’, afirma Luís Torres sobre pedido de cassação de RC

‘Eu teria vergonha de levar este assunto adiante’, afirma Luís Torres sobre pedido de cassação de RC

O secretário de Comunicação do Estado, Luís Torres, comentou as diversas ações apresentadas pelas coligações derrotas nas últimas eleições e pela Procuradoria Regional Eleitoral pedindo a cassação do governador Ricardo Coutinho.

Ele afirmou que, se tivesse do lado dos derrotados, sentiria “vergonha e estaria constrangido de levar este assunto ou colocar este assunto em debate se estivesse integrando o outro lado, o lado que perdeu a eleição”.

Ele ainda exemplificou dizendo que ao longo do processo eleitoral foram vistos vários casos de prisões e apreensões ligadas a suspeitas de compras de votos e irregularidades encontradas no pleito.

“Nenhum destes casos foi na coligação encabeçada pelo governador Ricardo Coutinho. É quase que inimaginável que alguém queira colocar o resultado desta eleição, que teve mais de 110 mil votos de diferença, em questão. As pessoas tiveram a dimensão exata do que estava em jogo”, declarou.

Para Luis Torres este tipo de comportamento constitui um desrespeito à posição, ao voto e à escolha da maioria dos paraibanos. “A pior coisa é ver um pseudo discurso logo depois da derrota, em que dizia que iria aceitar e, por baixo, mexer em situações para tentar mudar tudo, levar isso para um final diferente”, reclamou.

A discussão será levada para a esfera jurídica e, segundo o secretário, “será provado que não há nada que possa sustentar tais acusações. A população não vai engolir este engodo”, concluiu.

 

 


João Thiago