'Ninguém é a favor da proporcional com PMDB': PT reclama que aliança prejudica partido

'Ninguém é a favor da proporcional com PMDB': PT reclama que aliança prejudica partido

Secretário Estadual de Organização do PT, Jackson Macedo comentou em entrevista ao portal paraiba.com.br neste sábado (14) que ninguém no PT concorda com a aliança proporcional com o PMDB e destacou que essa composição fica ainda mais difícil caso o Supremo Tribunal Federal (STF) decida por diminuir o número de deputados federais e estaduais do Estado.

Macedo comentou que foi realizada uma reunião, neste sábado, do diretório estadual e ficou definido que o partido só tomará uma posição no dia 30 de junho, na convenção partidária. Além disso, o secretário destacou que o PT também está aguardando a decisão do STF (que deve acontecer nesta quarta, 18) que vai decidir o tamanho das bancadas.

“O PT é a favor da aliança majoritária. Fizemos tudo o que o PMDB pediu, tiramos a pré-candidatura de Lucélio Cartaxo, mas essa aliança (proporcional) prejudica o PT”, conta.

Macedo destacou que ‘ninguém do PT é a favor dessa aliança proporcional’. Ele apontou que o partido vai votar em Veneziano e defender a candidatura de Lucélio, mas se o STF diminuir a bancada, ‘aí é que ninguém aceita mesmo’. Porque, de acordo com o secretário, diminui ainda mais a chance, com essa aliança. “Só estamos juntos com Veneziano”, diz.


Redação