'Cartaxo deixou que a prefeitura quebrasse durante as eleições e fez empréstimos de R$ 300 milhões', denuncia líder da oposição

'Cartaxo deixou que a prefeitura quebrasse durante as eleições e fez empréstimos de R$ 300 milhões', denuncia líder da oposição

O líder da oposição na Câmara Municipal de João Pessoa revelou que uma das lutas que a bancada terá em 2015 será pela saúde financeira da cidade. Ele denuncia que no ano passado os vereadores da situação teriam aprovado cinco empréstimos, a toque de caixa, para, segundo ele, “pagar um déficit de recursos que teria sido deixado na prefeitura por conta da campanha eleitoral de 2014”.

“Entre agosto e setembro foram aprovados pelos vereadores, com os protestos da oposição, três empréstimos. Depois das eleições, em novembro e dezembro, foram aprovados mais dois. O valor total destes empréstimos foi de R$ 300 milhões”, denunciou Lucas.

Ele afirmou que vai questionar estes empréstimos. “Eles foram todos contraídos na época da eleição. O prefeito Luciano Cartaxo permitiu que a prefeitura quebrasse durante as eleições. Isso é inaceitável”, revelou.

Para ele, este tipo de comportamento da bancada, de aprovar este tipo de empréstimo, acaba promovendo um desrespeito por parte da prefeitura pela Câmara Municipal. “O executivo apresenta medidas provisórias e não tem encontrado resistência. Na Câmara, tudo que vem da prefeitura vira lei”, lamentou o vereador.

Além da saúde financeira da cidade, o vereador ainda se comprometeu a acompanhar a conclusão de obras importantes na cidade de João Pessoa. “manteremos a bandeira ambiental hasteada. A Barreira do Cabo Branco foi um assunto recorrente ao longo de todo o ano passado. As obras na cidade, atrasadas, também precisam ser fiscalizadas”, declarou.

 
 
 


João Thiago