"Não podemos calar-nos diante da escalada da violência no Vale do Piancó", diz Padre Djacy

"Não podemos calar-nos diante da escalada da violência no Vale do Piancó", diz Padre Djacy
Por Padre Djacy - Como sertanejo e padre católico, e em consonância com o tema da Campanha da Fraternidade deste ano, “Fraternidade: Igreja e Sociedade”, venho, por meio desta nota, fazer um alerta às autoridades e à sociedade sobre a onda assombrosa da violência na região do Vale do Piancó e, ao mesmo tempo, clamar por socorro.
 
O Vale do Piancó, alto sertão paraibano, está assolada numa onda assustadora de violência, o que vem deixando os sertanejos da referida região assombrado e, o pior, com sensação de insegurança. Estamos sujeitos a qualquer hora ser vitimas dessa cultura do mal.
 
Nem animais irracionais escapam. Basta verificarmos nos portais de notícias para ficar cientes dessa sinistra realidade.
 
 

 

Diante desse clamor sertanejo por segurança e paz, levanto alguns questionamentos pertinentes:
 
-Por que a Sociedade não reage? Medo? Comodismo? Passividade? Insensibilidade?
 
-O que o governo do Estado vem fazendo para combater essa onda assombrosa da violência? Quais as medidas urgentes tomadas até agora?
 
-Por que o Senhor Secretário da Segurança Pública do Estado não vem à região para ouvir os clamores do povo? Por que não sai do seu gabinete? O sertão também não é Paraíba?
 
-Afinal, o governo está preocupado em combater as causas ou os efeitos da violência?
 
Uma coisa é certa: o povo do Vale está inseguro, assombrado, e pede socorro.
 
 
 
Padre Djacy Brasileiro