UFC “obedece” Anderson e oficializa revanche para dezembro; “estou de volta”, diz o Spider

13/07/2013 21:24

UFC 162100 fotos

52 / 100
06.jul.2013 - Chris Weidman acerta Anderson Silva e nocauteia o brasileiro no segundo round na luta principal do UFC 162 Leia mais Donald Miralle/Zuffa LLC

O presidente do UFC, Dana White, oficializou neste sábado a revanche entre Anderson Silva e Chris Weidman, no que ele já se referiu como a “maior luta da história da organização”. Como havia sido “imposto” pelo brasileiro, o combate acontecerá no dia 28 de dezembro, no último evento do ano. Como ocorreu no primeiro encontro entre eles, Las Vegas será o palco.

O anúncio de Dana White aconteceu no Sportcenter, noticiário da emissora norte-americana ESPN. “Desde que a luta aconteceu, nunca houve tanta hype. Todos estavam esperando para saber. Então, dia 28 de dezembro, em Las Vegas, no MGM Grand Hotel, Anderson Silva vai enfrentar Chris Weidman novamente. Ronda Rousey e Miesha Tate fazem a luta co-principal”, disse o dirigente.

Anderson gravou uma mensagem curta, mas mostrou como está motivado para voltar a enfrentar Weidman. “Vamos lutar de novo, Anderson Silva contra Chris Weidman. Eu estou de volta, confiem em mim, eu estou de volta.”

Pelo UFC, a revanche seria ainda mais lucrativa se aguardasse por 2014. Arenas maiores, um card especialmente moldado para esta luta e a chance de vender ainda mais PPVs com eventos separadados com cinturões em jogo de Anderson e Ronda eram fatores de interesse, mas a decisão foi diferente.

 

“Eu não fiquei chocado por Weidman vencer, Anderson era favorito em 2 para 1, apenas. Me surpreendi em como o Anderson perdeu. Ele esqueceu como era perder, bateu todos os nossos recordes. Mas nós acabamos de fechar o negócio, há uma hora, e eles assinaram os acordos. Anderson está motivado e quer o cinturão de volta”, adicionou Dana White.

Anderson Silva foi nocauteado pela primeira vez na carreira por Chris Weidman, que lhe tomou o cinturão com a vitória no segundo round do UFC 162. Foi também a primeira derrota do Spider na organização, após 16 triunfos, dez deles valendo o prêmio. Ele brincou e fez suas famosas esquivas na luta, mas em uma delas foi pego pelo norte-americano, caindo desacordado na lona.

Na saída do octógono, o brasileiro disse que não pretendia recuperar o título. Citou a pressão de ser o melhor do mundo e pediu respeito ao novo campeão. Na coletiva de imprensa, no entanto, Dana White disse que bastava ele esfriar a cabeça para mudar de ideia, o que realmente aconteceu.

O UFC chegou a dar como possiveis locais para a realização do combate o Brasil e Austin, no Texas, no Cowboys Stadium, com possibilidade para 100 mil espectadores. Mas acabou pesando a vontade de Anderson Silva de lutar pelo cinturão ainda em 2013.

O UFC 168 já tinha marcado como luta principal o duelo entre as técnicas do TUF 18, a campeã peso galo Ronda Rousey e Miesha Tate, numa revanche dos tempos de Strikeforce. A expectativa inicial era de que o combate fosse transferido para fevereiro, o que não aconteceu.

Fonte: Uol