Sem beijos e nem pensar em sexo, jovens de um Estado brasileiro decidem casar virgens

26/07/2013 09:41
Sem beijos e nem pensar em sexo, jovens de um Estado brasileiro decidem casar virgens; Veja fotosCerca de 600 jovens amapaenses reuniram-se nesta quinta-feira (25), em uma igreja no centro de Macapá, para reforçar a vontade de casar virgens. O assunto foi tema do seminário "Eu Escolhi Esperar", que propõe a castidade e abstinência sexual até o casamento.
 
O movimento, que iniciou em 2011, no Espírito Santo, foi idealizado pelo pastor Nelson Júnior, que casou virgem aos 21 anos. Ele destacou que a ideia surgiu com a própria experiência de vida.
 
"Eu vi como é difícil continuar virgem em uma sociedade como a nossa. Por ter vivido essa dificuldade, eu comecei a ajudar outros jovens que escolheram tomar a mesma decisão que eu tive", confirmou.
 
Sexo e beijos na boca sem compromisso, e namoros sem pretenção de casar são 'proibidos' para quem adere ao movimento, que já ganhou vários adeptos no país. Nas redes sociais, o "Eu Escolhi Esperar" tem vários seguidores. Somente na página do Facebook, por exemplo, são 2 milhões de jovens.
 
O músico Lincoln Borges, 27 anos, diz que se sustenta na fé em Deus para continuar virgem. "Nos preservamos dos prazeres da carne. Temos vontade de nos relacionarmos com alguém e ter uma noite de prazer. Pode até ser bom, no entanto, não vou trocar isso pela minha vida em santidade com Deus", afirmou.
 
Lincoln diz que em 27 anos namorou apenas uma vez. Ele garante arrepender-se e argumenta que 'ficar' não é o correto para quem escolheu o movimento. "Aparecem garotas e pessoas interessantes, mas apenas isso não é o bastante aos jovens que têm critério, e com isso renunciamos à vontade de ter relação. Controlamos muito bem nossa vida sexual usando a crença na religião", destacou.
 
O casal de estudantes Caio Muniz, 19 anos, e Luiane Lima, 21 anos, começou a namorar no dia 1º de maio, após orarem por 7 meses juntos. Eles também dicidiram casar virgens. "Éramos amigos, mas acabamos descobrindo que havia algo mais que uma simples amizade. Decidimos orar para saber se realmente era vontade de Deus. Tivemos confirmações e celebramos o início do namoro no dia 1º de maio com um singelo beijo, mas nada além disso", relatou, emocionada, a jovem Luiane.
Com tanta certeza de que foram feitos um para o outro, o casal já pensa em noivar após terminar a faculdade, mas, enquanto isso, sem relações sexuais, segundo afirmam. "Estamos tentando comprar as alianças e estamos nos guardando para casar até 2014", falou Luiane.
 
A jovem estudante Suyane Melo, 21 anos, também diz ser virgem. Ela revela que não beija na boca há 6 anos, quando decidiu não ter relacionamento desde os 15 anos, após observar os namoros problemáticos das amigas, segundo contou.
 
"Eu estou me guardando em santidade ao meu esposo para desfrutar de um relacionamento muito melhor do que o vivido pelos jovens de hoje em dia, que na maioria não dá certo. Essa decisão é bastante complicada, principalemente na faculdade, onde acham isso uma loucura. Mas entendo que minha vida é decidida por mim", observou.
 
O seminário também reuniu pessoas que já tiveram relações sexuais. A arquiteta Sabrina Valente, 31 anos, foi casada por três anos. Separada há 1 ano, ela decidiu encontrar o novo companheiro somente através do movimento "Eu Escolhi Esperar", acreditando que desta vez, o relacionamento dará certo. "É difícil, mas Deus faz a gente suportar a espera. Acredito que agora o amor seja para a vida toda", falou, esperançosa.
 
Fonte: G1