Prefeitura de Goianinha, RN, abre 431 vagas em concurso público

23/07/2013 16:55

Vagas são para cargos de níveis fundamental, médio e superior. Prova objetiva, com 40 questões, será realizada no dia 22 de setembro.

A Prefeitura de Goianinha, cidade a 54 quilômetros de Natal, fará um concurso público para preenchimento de 431 vagas no quadro permanente do município. As vagas são para cargos de níveis fundamental, médio e superior, sendo que 5% das vagas serão destinadas aos portadores de deficiência. A empresa responsável pelo certame é a Fundação Vale do Piauí (Funvapi). Este concurso terá validade de dois anos, a contar da data de homologação, podendo ser prorrogado por igual período.

As inscrições são feitas exclusivamente através do site www.funvapi.com.br, das 8h de 29/07/2013 até às 23h59 de 18/08/2013. O valor da taxa de inscrição é de R$ 35 (Nível Fundamental), R$ 50 (Nível Médio/Técnico) e R$ 70 (Nível Superior). A prova objetiva, composta por 40 questões, será realizada em Goianinha, em 22 de setembro deste ano. Haverá também prova de títulos para o cargo de professor.

As informações detalhadas sobre este concurso estão disponíveis no edital, no site da Funvapi e que será publicado no Diário Oficial do Município, desta quarta-feira (24).

Concurso anterior

Em abril do ano passado, quando a Prefeitura divulgou edital para o concurso público, a Promotoria do Município recomendou o cancelamento do certame, por conta da modalidade Pregão, escolhida na licitação da empresa organizadora. Desta vez, a Prefeitura de Goianinha mudou a modalidade, agora a escolha foi através da Tomada de técnica e preço, resultando como empresa organizadora a Funvapi.

Os candidatos que se inscreveram no concurso do ano passado foram informados sobre a devolução do valor da taxa de inscrição. Cada um deles entrou em contato com a Prefeitura e foi ressarcido. Através de decretos, a Prefeitura de Goianinha prorrogou o prazo de devolução da taxa até 7 de julho passado. Ou seja, a inscrição do concurso anterior não vale para o concurso atual, mesmo que o candidato não tenha requerido a devolução da taxa.

Fonte: g1.globo.com/rn