Jornada Mundial 2013. 26 de julho Dia Histórico para os Cristãos

27/07/2013 20:42

luan papa (Foto: Reprodução/GloboNews)

“Olhando para vocês presentes aqui hoje, me vem à mente a história de São Francisco de Assis”, diz o papa Francisco ao iniciar seu discurso.

Papa Francisco fala sobre a contribuição de São Francisco de Assis para a Igreja, “amando-a e trabalhando para que transparecesse nela sempre mais a Face de Cristo”.

Agora o papa Francisco fala em espanhol. Ele afirma que o Senhor diz que o verdadeiro campo da fé não é um lugar geográfico, mas sim as próprias pessoas. “Cada um de nós, cada um de vocês”, ressalta.

Em seu discurso, o papa Francisco usa a metáfora do campo para explicar melhor o que significa ser um discípulo missionário. “A partir da imagem do Campo da fé, pensei em três imagens: a primeira, do campo como o lugar onde se semeia, a segunda, o campo como lugar de treinamento, e a terceira, o campo como obra em construção”.

"Deixem que Cristo e sua palavra entrem em suas vidas e germinem. Deus faz tudo, mas vocês têm que permitir", continua o papa Francisco.

O papa Francisco fala sobre o esporte em seu pronunciamento, dizendo que Deus quer que joguemos no time Dele. "Jesus nos oferece algo maior do que a Copa do Mundo. Ele nos oferece a possibilidade de uma vida fértil e feliz e também um futuro ao seu lado que não terá fim, a vida eterna", diz também.

O papa Francisco pergunta se o público quer ajudar a reconstruir a igreja e questiona se amanhã todos se lembrarão dessa promessa.

“Seu jovem coração abriga o desejo de construir um mundo melhor”, diz o papa Francisco, ao mencionar as manifestações no Brasil e em outros lugares do mundo. Ele diz em seu discurso que tem acompanhado atentamente as noticias sobre os jovens que saem às ruas para expressar seu desejo por uma civilização mais justa e fraterna.

Segundo o discurso do papa Francisco, é preciso oferecer uma resposta cristã às inquietudes sociais e políticas.

Ele incentiva que os manifestantes continuem superando a apatia, e que não se acovardem e saiam às ruas, mas de forma “ordenada, pacífica e responsável, motivados pelos valores do evangelho”.

O papa Francisco cita Madre Teresa, que, ao ser perguntada sobre o que deveria mudar na Igreja, respondeu: “você e eu”.

O papa Francisco pede que cada um dos fiéis pergunte a si mesmo por onde deve começar a mudar.

O papa Francisco volta a falar em português no encerramento de seu pronunciamento: “Queridos amigos, não se esqueçam: Vocês são o campo da fé. Vocês são os atletas de Cristo. Vocês são os construtores de uma Igreja mais bonita e de um mundo melhor”.