Chefe de facção criminosa de João Pessoa é preso no RJ acusado de matar 18

10/07/2013 16:03

Prisão foi feita por policiais da Delegacia Distrital de Mari, no interior da Paraíba. Homicídios eram comandados à distância, diz polícia.

Eduardo OtávioA Polícia Civil da Paraíba prendeu na quarta-feira (9) um dos comandantes da facção criminosa ‘Al-Qaeda’, de João Pessoa. Eduardo Otávio Melo de Lima, 20 anos, foi detido na comunidade Cidade de Deus, no estado do Rio de Janeiro, acusado de tráfico de drogas e de cometer mais de 18 homicídios. Segundo o delegado Reinaldo Nóbrega, o rapaz gerenciava a facção e determinava as execuções à distância.

“Os envolvidos nestes homicídios tinham relação com o tráfico de drogas e Eduardo confessa que é responsável por esquartejar duas das 12 vítimas que ele diz ter assassinado", revela Nóbrega.

Em entrevista ao Correio Verdade, da TV Correio, Eduardo afirma que há dois inocentes cumprindo penas sob crimes que não cometeram. Em resposta, o delegado Reinaldo lembra que inocentes não são presos. “Não é verdade. Inocente não fica preso; todos os que estiverem detidos têm envolvimentos com crimes.”

Eduardo Otávio foi levado para a Central de Polícia da Capital e depois segue para o PB 1, presídio de segurança máxima de João Pessoa.

O trabalho de investigação da Polícia Civil que culminou com a prisão do acusado de comandar a “Al Qaeda” começou no início de 2012.

Fonte: Portal Correio